Início Blog KA recebe certificação de monitoração e extensão de ISO 9001

KA recebe certificação de monitoração e extensão de ISO 9001

KA recebe certificação de monitoração e extensão de ISO 9001

“Essa certificação garante ao cliente que adquire um imóvel, o benefício e a garantia de que a obra passou por um processo atendendo padrões de controle baseado nas normas da qualidade que reflete no produto final”.

 

A KA Empreendimentos recebeu nesta semana, a certificação de monitoração e extensão de ISO 9001: 2015 e SIAC 2018/ PBQPH – Nível A, que comprova a qualidade perante as normativas da construção civil. Para isso, a empresa passou por uma auditoria, onde os setores administrativos, de operações e obras, são analisados em todos os aspectos, para a comprovação da qualidade presente nos processos de construção civil.

Segundo Bruna Minozzo, Analista de Qualidade da KA Empreendimentos, “essa certificação garante ao cliente que adquire um imóvel, o benefício e a garantia de que a obra passou por um processo atendendo padrões de controle baseado nas normas da qualidade que reflete no produto final”.

A KA atua com obras nas cidades de Chapecó, Xanxerê e Passo Fundo, e tem como política de qualidade: “Bem construir, inovando e aperfeiçoando serviços através da racionalização dos processos gerenciais e construtivos com a valorização e qualificação humana, buscando a satisfação dos clientes”.

Sobre o PBQPH

O PBQP-H, Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat, é um instrumento do Governo Federal para cumprimento dos compromissos firmados pelo Brasil quando da assinatura da Carta de Istambul (Conferência do Habitat II/1996). A sua meta é organizar o setor da construção civil em torno de duas questões principais: a melhoria da qualidade do habitat e a modernização produtiva.

A busca por esses objetivos envolve um conjunto de ações, entre as quais se destacam: avaliação da conformidade de empresas de serviços e obras, melhoria da qualidade de materiais, formação e requalificação de mão-de-obra, normalização técnica, capacitação de laboratórios, avaliação de tecnologias inovadoras, informação ao consumidor e promoção da comunicação entre os setores envolvidos. Dessa forma, espera-se o aumento da competitividade no setor, a melhoria da qualidade de produtos e serviços, a redução de custos e a otimização do uso dos recursos públicos. O objetivo, a longo prazo, é criar um ambiente de isonomia competitiva, que propicie soluções mais baratas e de melhor qualidade para a redução do déficit habitacional no país, atendendo, em especial, a produção habitacional de interesse social.

 

Saiba mais em: http://pbqp-h.cidades.gov.br/pbqp_apresentacao.php

Fonte: http://pbqp-h.cidades.gov.br/

19 de Setembro 2019

Comentar

0 Comentário(s)